Será mesmo os trabalhadores asiáticos ameaças de nosso emprego?

Os trabalhadores que chamamos de asiáticos que estão sendo contratados a trabalharem no Japão são de 20 até 30 anos de idade.

Primeiro passo seria o Visto de Estagiários, os chamados GINOU JISSHUSEI(estagiário técnico).
O visto é de 1 ou 2 anos e renovável até o total de 5 anos.
Após esse periodo de 5 anos, se o trabalhador quiser permanecer no Japão terá de renovar para o visto TOKUTEI GINOU (especialização técnica) e a permanecer até mais 5 anos. Não podem trazer esposas e filhos.
O ciclo inicial se encerra em 10 anos (após isso será possível renovar sem limite de tempo e trazer familiares desde que comprove a qualificação profissional).
Muitos páram no primeiro ciclo de 5 anos por não conseguir aprovação na proficiência de língua japonesa. Seria o mesmo critério utilizado para os Yonseis.

O que podemos dizer com isso??


Que o visto de TEIJUSHA, NIHONJIN no HAIGUSHA, EIJUSHA continua sendo um grande privilégio que deveriamos ter a consciência de seus valores.

O que podemos fazer?
Entender que o mercado de trabalho carece de pessoas qualificadas. Um dos quesitos mais importantes é o aprendizado do idioma japonês. Ao contrario dos asiáticos com limitações, nós nikkeis possuimos vistos que permita permanecer até o final e ainda sem limite de atuação de ramos, inclusive comprar terrenos, casas e a empreender no Japão.

Projeto INTEGRA – Criando novas oportunidades no Japão.

Será mesmo os trabalhadores asiáticos ameaças de nosso emprego?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo